O Transporte Fluvial de Passageiros já teve seus dias de glória, isto nos bons tempos dos SNAPP e no inicio da ENASA, com confortáveis e luxuosos navios, misto de carga e passageiros, que faziam a rota do Marajó e do baixo Amazonas até Manaus, atendendo ainda a linha de Iquitos no Peru e do Madeira até Porto Velho, utilizando os navios da frota branca, como era conhecida.

Constituída dos seguintes navios: Lobo D’Almada, Augusto Montenegro, Leopoldo Perez, Lauro Sodré e Presidente Vargas, sendo este último, com formato diferente dos outros. Todos eles construídos em Amsterdam na Holanda. Tinham capacidade para transportar 500 passageiros, na classe popular e na classe especial.

Foram eles os melhores que já passaram pela Amazônia.

Leia mais: http://ignacioneto.blogspot.com.br/2012/05/navios-da-frota-branca-enasa.html