Ao todo são 14 fazendas que implantaram o modelo sustentável de pecuária (Foto: Programa Territórios Sustentáveis/Divulgação)

Modelo visa melhorar a produção das fazendas sem que haja a degradação do meio ambiente.

Pecuaristas de Oriximiná estão servindo de base para a disseminação da pecuária sustentável no oeste do Pará. Por ser um dos principais municípios produtores de gado bovino, os produtores de 14 fazendas implantaram o modelo piloto visando melhorias nas propriedades.

O modelo sustentável tem como objetivo aumentar a produtividade, recuperar áreas degradadas, conservar a floresta e os cursos de água, observando o bem-estar dos funcionários e dos animais.

Das pequenas às grandes propriedades o manejo incorreto de animais não proporciona o aproveitamento do solo, o que leva muitas vezes a abertura de novas áreas. “A pecuária está avançada em nosso município, mas estamos com dificuldade com o manejo do pasto, a terra ficou muito fraca e nós ficamos para trás”, disse o pecuarista Raimundo Bentes.

Pecuaristas recebem acompanhamento técnico na implantação do novo modelo (Foto: Programa Territórios Sustentáveis/Divulgação)

Para realizarem a implantação do modelo sustentável, 10 pecuaristas visitaram fazendas que já aderiram ao manejo através “pecuária verde”, em Paragominas. Posteriormente, consultores do Programa Territórios Sustentáveis foram até os produtores fazer avaliações nas propriedades.

Os maiores problemas encontrados foram quanto ao manejo de área, como plantio de capim e a produção do solo. Os consultores ressaltaram que a pecuária sustentável pode aumentar até quatro vezes a produção de carne e leite por hectare somente com pasto

Por G1 Santarém, Pará, 15/03/2018