Propostas socioambientais são apresentadas durante terceiro módulo de oficinas de projetos

apresentacao-de-projetos.jpg - 119.42 Kb

Apresentação de projetos socioambientais marcou encerramento do terceiro módulos de oficinas — Foto: Ecam/Divulgação

Entre tantos projetos apresentados durante as oficinas um em especial chamou atenção por trabalhar questões voltadas ao bem estar da coletividade.

 

No terceiro e último módulo da Oficina de Elaboração de Projetos, os participantes fizeram a apresentação dos seus projetos, como se já estivessem concorrendo a editais. as oficinas são promovidas pela Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) dentro do eixo Capital Social do Programa Territórios Sustentáveis nos municípios de Faro, Terra Santa e Oriximiná.

 

“Nesta terceira etapa foram realizadas as apresentações dos projetos construídos ao longo dos módulos das oficinas e o interessante foi a linha de atuação de alguns projetos que partiram para as questões ambientais, saúde, fortalecimento institucional e educação, cabendo ressaltar as buscas dos participantes por informações e soluções para formatação dos projetos”, enfatizou Carlos Régis Araújo, da Ecam.

O objetivo das oficinas foi disponibilizar conhecimentos necessários quanto aos processos que compõem cada etapa de um edital de Projeto Social, com suas normas, critérios, documentações necessárias e planejamento.

De acordo com Carlos Régis Araújo, o primeiro módulo da oficina foi dividido entre 60% de teoria, para que os participantes pudessem compreender o que é um edital, quais os critérios para participação e como ele é estruturado e 40% prática, trabalhando diretamente no desenvolvimento da ideia do projeto.

No segundo módulo a oficina foi 90% prática com prazo de 30 a 40 dias para os participantes escreverem um projeto que foi apresentado em oficina e colocado sobre apreciação onde foram debatidas as considerações finais e esclarecimento quanto às dúvidas e dificuldades encontradas no processo de elaboração.

Resultados

Entre tantos projetos apresentados durante as oficinas um em especial chamou atenção por trabalhar questões voltadas ao bem estar da coletividade. Intitulado Praça Verde, o projeto se propõe trabalhar a arborização da chamada Praça do Ciaca localizada às proximidades do Centro de Atendimento à Criança e Adolescente de Oriximiná (Ciaca), no bairro Nossa Senhora das Graças.

De acordo com Joselino Pontes, acadêmico de Pedagogia, a ideia de elaborar um projeto para revitalização da Praça do Ciaca, como é conhecida popularmente, era um sonho antigo de sete colegas.

“A gente já tinha uma ideia, com a oficina começamos a trabalhar o projeto e surgiu o Praça Verde, que trata da restauração completa da praça, com plantio de árvores sombreadoras, ornamentais e frutíferas além da revitalização da praça que hoje tem pouca iluminação, faltam brinquedos para crianças e a quadra de esporte está bastante depredada”, frisou Joselino que juntamente com 13 colegas está buscando parceiros para colocar o projeto em prática.

Para a equipe técnica da Ecam, no eixo Capital Social do Programa Territórios Sustentáveis, nos municípios de Faro, Terra Santa e Oriximiná o desafio constante é monitorar a abertura de editais, trabalho que em 2018 colheu bons frutos com a aprovação do projeto social da Associação de Mulheres Ecumênicas do Município de Oriximiná (Amecu) junto ao Edital do Instituto Juruti Sustentável para a construção de uma Horta Comunitária no bairro São Lázaro, projeto que hoje conta com a parceria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Escola Estadual de Ensino Tecnológico do Estado do Pará (EETEPA).

Fonte: G1 Santarém — PA - 04/11/2019