Aporte de recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional também atende a capital Belém e mais três cidades do estado.

Vista aérea do município de Oriximiná, no oeste do Pará — Foto: Alexandre Iluminação

Vista aérea da cidade de Oriximiná — Foto: Alexandre Iluminação

A cidade de Oriximiná, no oeste Pará, contará com recursos federal para investir na elaboração de projetos de engenharia para implantação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário na cidade.

 

Oriximiná é uma das cinco cidades paraenses beneficiadas com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para ações de saneamento básico. Um total de R$ 30,7 milhões foi autorizado pelo MDR para 17 estados brasileiros. Além de Oriximiná, Ananindeua, Belém, Itaituba e Parauapebas, no Pará, receberão, mais de R$ 6 milhões. Os recursos serão aplicados em obras, estudos e projetos no setor.

 

Do total de recursos liberados pelo MDR, a maior parte foi destinada às regiões Nordeste (R$ 15,8 milhões) e Norte (R$ 6,5 milhões), que possuem os índices mais baixos de cobertura dos serviços de água e esgoto. Os valores serão investidos em obras de abastecimento, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado, além de estudos e projetos.

A responsabilidade pelas intervenções é dos estados e municípios contemplados e os pagamentos são realizados de acordo com a execução dos serviços. “Estamos mantendo o aporte em obras importantes e que vão trazer melhores condições de vida à população brasileira. Com esses recursos e a garantia de continuidade dos serviços, também conseguimos assegurar a oferta de empregos nesse momento de pandemia”, ressalta o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Carteira de obras e projetos

Desde janeiro, cerca de R$ 330 milhões foram repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País.

Atualmente, a carteira de obras e projetos do MDR no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de R$ 21,5 bilhões para financiamentos e de R$ 20,2 bilhões para o Orçamento Geral da União.

Fonte: G1 Santarém — Pará - 09/07/2020 16h16